Passaram por aqui:

domingo, julho 24, 2016

Como você quer ser lembrado?

Texto da Márcia Pinho,
24 de Julho de 2014


Todos os dias, circulam dezenas de frases de efeito e pequenas mensagens na internet, muitas delas sobre bondade e gentileza.
Muitas dessas mensagens são retransmitidas (creio) na intenção de sermos mais gentis, bondosos e essas mensagens são uma forma de cada um dizer “quero um mundo melhor”. Mas o que muitos não percebem é que esse “quero um mundo melhor” depende de ser uma pessoa melhor. Para o mundo ser menos hostil, precisamos também ser menos hostis.
No final das contas, somos repetidamente consumido pelo espírito de “o importante é ser feliz” colocando os próprios interesses acima de tudo e, também, por um certo desprezo pelos outros. Afinal, cada um com seus problemas.
Então mesmo cercados de boas intenções, acabamos fazendo uma brincadeira, um comentário metida a besta, debochando de alguém e acabamos por enterrar o tal desejo de “um mundo melhor” no lata da arrogância humana, sendo um idiota por mera vaidade e egoísmo. Claro, ainda por cima, se achando o máximo por ter tido “uma sacada” que fez meia dúzia de pessoas rirem, às custas de alguém, só pra variar né.
Mas esse humor cruel, um dia também nos atinge, um dia também somos alvos de (meias) verdades em forma de piadinhas toscas. Somos algozes num dia e vítimas em outro. E só nos lembramos de sermos gentis quando sofremos a humilhação que até ontem era feita por nós.
Só nos lembramos da necessidade de sermos mais generosos quando nos falta aquilo que recusamos dar ao outro um minuto antes.
As pessoas podem esquecer de uma série de coisas no percurso da vida, mas existem coisas que ficam gravadas para sempre, quero destacar duas em especial. Nunca se esquece das pessoas que não reconheceram nosso valor intrínseco, que nos fizeram se sentir menos do que realmente somos, e também não se esquece de quem, com amabilidade nos resgatou dessa condição e devolveu a dignidade humana.


Como você quer ser lembrado?


Fonte: Márcia Pinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!