Passaram por aqui:

quarta-feira, julho 27, 2016

Alegria nos relacionamentos - Libertação no perdão.


(A ministração do Ed Renê : Alegria nos Relacionamentos. )

Eu não me vejo como vítima, vítima é quem me faz sofrer. Eu tenho que me colocar no papel de Cristo do alto da cruz ensanguentado e dizer: Pai perdoa essas pessoas, porque elas não sabem o que fazem.
Elas sequer sabem que a verdadeira vítima no calvário não está na cruz.
A verdadeira vítima, quem realmente precisa de ajuda, de misericórdia, de libertação, de cura , de restauração, quem realmente precisa não está aqui na  cruz. 
São elas que me agridem e que me matam. 
(Essa é a postura de Jesus, esse é o segredo.)

Então nós temos que escolher, ou passamos o resto da vida reclamando das pessoas que nos machucaram que nos diminuíram, nos pisaram, nos agrediram etc etc etc.
Ou passamos a olhar para essas pessoas com misericórdia e com compaixão, tomando a posição Cristo.

É estar imbuída (o) dessa voz que diz: 

Você é a minha filha amada. Meu filho amado, não importa o que disseram a você a seu respeito, não importa o que fizeram a você, você continuará sendo o que é e sempre foi, minha filha e meu filho amado.

Então me dê aqui a sua mão e vamos buscar essa pessoa, que ela precisa de misericórdia e compaixão.

Porque também é verdade que essas pessoas que nos feriram também sofrem e se arrependem por tê-lo feito. E não tem coragem de olhar-nos  novamente nos nossos olhos.

Mas nós podemos olhar nos olhos delas e servi-las e libertá-las do mal que fizeram contra nós.
E não há libertação maior para nós do que libertar aqueles que nos fizeram mal.
Esse é o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.


Deus eu não imaginei que hoje a noite eu ouviria tudo isso e que o teu dedo viria nas minhas feridas essa noite. 
Mas eu quero me colocar diante de Ti, tirar essa minhas tralhas e meus trapos de vítima e me vestir como um filho(a) amado(a).
Eu quero trocar de roupa, eu quero cura, libertação, restauração, salvação, para poder olhar com dignidade de um filho e de um filha, que o Senhor ama. E olhar com dignidade, grandeza e pureza e principalmente para as pessoas que roubaram a minha alegria ou para aquelas que durante muito tempo roubaram a minha alegria.

(Eu já fiz isso com alguém, eu já roubei a alegria de pessoas.) 

Eu queria dizer pra você uma coisa:

Você também é um filho(a) amado (o) de Deus. E você, a sua própria maneira também é vítima. 
Mas tire os farrapos de vítima e assuma uma posição de eu quero ser como Cristo na vida dessas pessoas, as que me feriram ou as que eu feri. Eu quero servir.

Pedir a Deus que a misericórdia encontre essas pessoas. Pedir a Deus que nos faça curadores. O amor não pratica o mal contra o próximo. Abençoem aqueles que os perseguem.
Não retribuam a alguém mal por mal. Deixe com Deus a ira, pois dEle é a vingança.
Vençam o mal com o bem.
Que o bem triunfe em nós. 

Cada mandamento de Deus é uma promessa. Quando Ele diz para amar os inimigos é porque é possível. Abençoe os que nos amaldiçoam. 

É possível vencer o mal com o bem. É possível que você não seja mais vítima e sim servo(a), que ocupe esse sagrado papel sacerdotal e se colocar entre essas pessoas e Deus, pedir por elas e abençoá-las pra Glória de Deus.

Ps.: Extraído algumas partes da ministração do Ed Renê. 

Inté mais ler,
Anne Araújo




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!