Passaram por aqui:

sexta-feira, outubro 23, 2015

COMO SE LIBERTAR DO PECADO?

Achei interessante esse texto. E concordo com tudo o que ele escreveu e compartilho com vocês.


Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava.
Mc 1.35
Há muita gente que não aguenta mais viver com certos vícios e pecados. Maus hábitos que lhes perseguem há anos e dos quais desejam se livrar, mas não conseguem. Pessoas que já entregaram suas vidas a Cristo, mas, ainda assim, sofrem por não conseguirem se ver livres daquilo que as afasta de Deus e as coloca debaixo de um jugo.
Muitas destas pessoas já procuraram ajuda, já clamaram por socorro a pastores, conselheiros, amigos e terapeutas, mas continuam encontrando, semana após semana, as mesmas quedas nos mesmos pecados dos quais não veem a hora de estarem libertos.
De fato, não existe uma fórmula mágica para libertar pessoas da escravidão ao pecado. Somente Cristo nos liberta, mas, para isso, é necessário que ouçamos e vejamos certas coisas que ele disse e fez.
Em Mt 11.28 Jesus disse: Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. No entanto, para que consigamos nos achegar a Cristo e receber o alívio que só ele pode nos dar, é necessário que leiamos este outro texto (Mt 16.24): Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. 
Cristo não apenas nos convidou para que o sigamos e encontremos alívio de nossos vícios e pecados, mas nos orientou que, para segui-lo, seria necessário que nos negássemos. Negássemos tudo aquilo que poderia manter vivo o velho homem dentro de nós. Ainda que, para isso, tivéssemos que nos desfazer de certas coisas ou privilégios. Tudo o que nos fizesse reviver o tempo de escravidão ao pecado deveria ser tirado de nossas vidas. Tudo o que nos liga aos velhos ídolos do nosso coração deveria ser extirpado. Se não houver um corte radical, nunca nos veremos livres cabalmente.
E não é possível que esse corte seja feito sem que haja oração. Sem oração não há ruptura. Sem oração não é possível que morramos para este mundo e tudo aquilo que nos tenta. Se queremos fugir das tentações e das distrações do dia a dia, é necessário que leiamos com atenção a atitude de Jesus em Mc 1.35, texto registrado mais acima, abaixo do título.
Mesmo Cristo sendo Deus, reconhecia a necessidade (e prazer) do deserto. Aqui está o outro elemento importantíssimo para que você e eu encontremos finalmente libertação de nossos pecados. Não basta apenas ir à Cristo e entregar-se a ele, mas é necessário que você permaneça nele, constantemente, em oração. Para isso, você precisa do deserto.
Deserto aqui não diz respeito a um lugar quente, sem vida e distante, mas a um lugar onde você poderá ficar sozinho, a sós com Deus. O teu quarto, segundo Jesus, pode ser um lugar deserto, se nele você estiver sozinho (Mt 6.6). O cultivo da oração diária a sós com Deus é extremamente necessário se você deseja manter-se em pé diante das tentações do dia. Só Deus pode sustentar sua vida, seus pensamentos, seus olhos, suas palavras e suas motivações.
Não deixe de seguir o exemplo de Cristo em algum momento do dia procurando um lugar deserto para orar. E não deixe de ouvir as palavras de Cristo sobre o que você precisa deixar para poder segui-lo e encontrar alívio. Ele é fiel e verdadeiro. Sua palavra nunca falha. Ele é sempre o mesmo e está sempre no mesmo lugar, pronto a lhe perdoar e restaurar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!