Passaram por aqui:

terça-feira, setembro 01, 2015

O Salmos dos Asafes da vida

Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração.
Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos.
Pois eu tinha inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios.
Porque não há apertos na sua morte, mas firme está a sua força.
Não se acham em trabalhos como outros homens, nem são afligidos como outros homens.
Por isso a soberba os cerca como um colar; vestem-se de violência como de adorno.
Os olhos deles estão inchados de gordura; eles têm mais do que o coração podia desejar.
São corrompidos e tratam maliciosamente de opressão; falam arrogantemente.
Põem as suas bocas contra os céus, e as suas línguas andam pela terra.
Por isso o povo dele volta aqui, e águas de copo cheio se lhes espremem.
E eles dizem: Como o sabe Deus? Há conhecimento no Altíssimo?
Eis que estes são ímpios, e prosperam no mundo; aumentam em riquezas.

Quem nunca, em algum momento não se viu desejando a prosperidade dos ímpios e até mesmo admirando-os na sua forma de conduzir a vida, de tal maneira que não sofrem tanto quanto os cristão. Sua vida fácil, enche os nossos olhos quando não conhecemos totalmente a Deus e nem o que Ele diz a respeito dessas pessoas e o seu fim.

Mas o pior de tudo ainda não é o admirar e almejar e sim se relacionar em um julgo desigual.

 2 Coríntios 6.14:  “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos…”

Esta passagem não se refere ao processo de evangelização, e sim de se unir num laço matrimonial.
Como disse Paulo:

“que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos?” (2 Coríntios 6.14-16)

“Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueisem coisas impuras; e eu vos receberei, serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.” (2 Coríntios 6. 16-18)

Entrar num julgo desigual é trazer dano e atraso para o seu crescimento espiritual, visto que você passa a ser influenciado e pensar como eles pensam e não como a bíblia, porque se assim o fosse, jamais entraria num julgo desigual.

Acho injusto comparar as falhas de um cristão ou do falso cristão com os dos incrédulos como se eles fossem melhor em alguma coisa, quando não somos melhor em nada e nem ninguém.
Todos nós merecemos o inferno. 
A diferença é que os cristãos estão debaixo da graça e da misericórdia e os incréditos debaixo da condenação.
Eu não consigo admirar pessoas que são rebeldes para com Deus, pessoas que apoiam assassinato de crianças ainda em seu ventre que não sabem se defender, com a desculpa: " Tô nem aí, a vida é sua e você faz o que quiser" como se isto fosse algo banal.
Este tipo de pensamento maligno mostra apenas a quem estas pessoas pertecem. 
Por isto  para mim não importa se o cara é correto na empresa onde trabalha, se fora dela, ele apoia o assassinato de crianças que não sabem se defender. 
O politicamente correto dele, não vale de nada quando ele apoia tal absurdo, tornando-se  cúmplice de tal ato. 
Quem apoia também é cúmplice. Não apenas isto mas também instigando este pensamento e propagando-o com algo que não é da conta de ninguém. Essas mesmas pessoas dizem se importarem umas com as outras, que dizem amar, são as mesmas que tem coragem de matar uma criança ainda no ventre!
Me poupem de tanta hipocrisia. 
Esse zé povinho ainda vem falar da hipocrisia dos cristãos. 
Tipo, um sujo falando do mal lavado. Eu só tenho uma coisa a dizer: ridículos.

Contudo, termino com o final do Salmo de Asafe sobre o fim dessas pessoas "super corretas".


Até que entrei no santuário de Deus; então entendi eu o fim deles.

Certamente tu os puseste em lugares escorregadios; tu os lanças em destruição.

Como caem na desolação, quase num momento! Ficam totalmente consumidos de terrores.
Como um sonho, quando se acorda, assim, ó Senhor, quando acordares, desprezarás a aparência deles.
Assim o meu coração se azedou, e sinto picadas nos meus rins.
Assim me embruteci, e nada sabia; fiquei como um animal perante ti.
Todavia estou de contínuo contigo; tu me sustentaste pela minha mão direita.
Guiar-me-ás com o teu conselho, e depois me receberás na glória.
Quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti.
A minha carne e o meu coração desfalecem; mas Deus é a fortaleza do meu coração, e a minha porção para sempre.
Pois eis que os que se alongam de ti, perecerão; tu tens destruído todos aqueles que se desviam de ti.
Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no Senhor DEUS, para anunciar todas as tuas obras.


Inté mais ler,
Anne Araújo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!