Passaram por aqui:

quinta-feira, julho 23, 2015

Um livro de arrependimentos, você tem um ?!

Bem, de certo que todos temos, alguns talvez não dê um livro e graças a Deus por isto, mas para Salomão em época específica rendeu um chamado: Eclesiastes. Muitos atribuem que esta obra não foi dele mas eu não estou aqui para confirmar tal tese. O que me interessa é conteúdo e a riqueza de detalhes que podem ser trazidos para a nossa vida e no contexto do qual vivemos hoje.

Onde os valores estão invertidos.
E por mais que se queira justifica tais ações, não adianta, porque a natureza do homem depois do pecado é malévola.

O que mais me chama a atenção é que o próprio autor revela dos prazeres que viveu e que não se negou a nenhum deles, fala também as consequências que vieram junto.

No capítulo 2 ele diz:

Eu disse a mim mesmo: Vamos lá! Vamos aproveitar a vida! vamos os divertir!. 
Mas descobri que isso também produz vazio.
O que descobri depois de curtir a vida?!
É loucura! Não vale apena!
E cair em busca de prazeres?! Será que vale apena?!
Com a ajuda de um bom vinho acompanhado de bom senso, decidi cair na gandaia de vez. Estava desesperado para descobrir se alguma coisa vale a pena nesta vida que todos temos que enfrentar na terra.
Fiz projetos formidáveis como ninguém;
Construi casas,
plantei vinhas,
projetei jardins e parques
e plantei muitas árvores neles, fiz reservatório de água para irrigar os pomares.

Acumulei muito ouro e prata dos reis que dominei e dos reinos que conquistei.
Reuni um coral de cantores para a minha diversão, e - o maior desejo de todos os homens- as mais lindas mulheres.

No capitulo 7 ele chega a conclusão a respeito das mulheres e homens:

E descobri que uma das armadilhas da vida é cair nas mãos de uma mulher imoral. Sedutora, faz gato e sapato de sua vítima. Aquele que agrada a Deus conseguirá escapar; mas o ingênuo cai na armadilha. Foi isso que eu, em minha busca, descobri.
Mas a sabedoria que tanto busquei ainda não encontrei.
De mim homens que conheci na vida apenas um me impressionou, mas entre as mulheres, nenhuma. Por fim, cheguei à seguinte conclusão:
Deus fez todos íntegros e honestos (homens e mulheres); nós é que estragamos tudo.

Se na época de Salomão a coisa já estava feia, o que diremos nos dias de hoje?!
A posição hoje de algumas mulheres em relação aos homens e o lugar que elas vêem conquistando. Mas será conquista mesmo?! Porque no final o que toda mulher quer é proteção.
Deus fez a mulher não para ser inferior ao homem, mas para que estivesse lado a lado para ajudá-lo e ao homem cuidar do lar, da sua família. O plano original de Deus vem sendo desvirtuado por este feminismo exagerado, a ponto de mulheres tomarem iniciativas em seus relacionamentos ou transa sem compromisso como os homens costumam atuar desde os primórdios, mas que também não deveria ser. Não defendo nenhuma classe ou outra. 
Mas vejo a mais frágil, achando que está abalando em sua independência financeira e do quanto ela se esforça para não ser tragada pelos problemas do dia-a-dia e a falta de apoio que não tem de um homem ao seu lado.
Não acho nada descolado ou cool, mulheres que transam com quem quiser e sem compromisso algum . Mal sabe elas o dano espiritual que isto traz para vida delas.
Este tipo de comportamento apenas mantém um círculo vicioso onde quase todos os homens tratam todas as mulheres de maneira igual. 
Tratando-as como um pedaço de carne a ser degustado, e depois jogado fora.
Mas a ficha só vai cair quando ela realmente se der conta de que não pode fazer tudo sozinha e que não é o seu papel fazer o papel de homem. 
Deus fez cada um com um propósito e tarefa específica. Ambos, um precisa do outro para viver.
O homem precisa da mulher tanto quanto a mulher precisa do homem.
Esse papinho de independência financeira é só uma máscara imposta por uma sociedade que dita como deve ser o seu comportamento.
Como não vivo pelas regras da sociedade, não no que diz respeito aos meus relacionamentos, eu fico com o que a Palavra de Deus diz.
Mulher virtuosa não é aquela que sai com vários caras e são executivas bem sucedidas. O nome disto continua sendo prostituição do corpo. Para a sociedade moderna isto pode ser cool. Mas para Deus tem outro nome.
Mulher virtuosa é aquele que pertence a um só corpo com um propósito de ter uma família, conforme a imagem e semelhança de Deus.
Sim, a mulher virtuosa também trabalha e ainda cuida da sua família como está escrito em provérbios 31. Não há problema algum em relação a mulher também trabalhar, além do seu lar. É digno. Mas tomar o lugar do homem, jamais.

Óbviamente que muitas delas nem conhecem a Deus. Estão perdidas pelas falta de afeto. Vivendo uma cultura sub-humana ditada por uma sociedade corrompida, que jaz nas trevas e por seus valores invertidos, onde se induz a competitividade entre homens e mulheres. ( O que acho ridículo).

A mim cabe apenas, com sabedoria, através da minha conduta e se necessário por palavras mostrar de fato o que é saudável.

Também já me desvalorizei, até que um dia encontrei com aquele que é capaz de me amar como ningúem me amou, e que há uma pessoa sim, ideal para estar do teu lado, para ser amigo, amante e marido, segundo a vontade de Deus.

Se ame, se valorize. Não é uma questão de religiosidade, mas de amor a si mesma.


Inté mais ler,
Anne Araújo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!