Passaram por aqui:

sábado, maio 30, 2015

Vivendo de mentirinhas na perspectiva de uma olhar.

Reconheço olhos assim de longe, nem preciso estar perto. 
Por fora uma representação, mas por dentro, aquela angústia e vazio que não acaba nunca! 
E tudo que se faz é mecânico, até o dizer que ama não convence a quem profere, talvez a quem escute, mas não convence a quem fala. 
Mentiras fazem parte da sua vida, uma após a outra, e tua consciência não te deixa esquecer. 
Deve ser horrível, namorar de mentirinha, amar de mentirinha, estar junto de mentirinha, compartilhar de mentirinha, falar de sentimentos de mentirinha... 
Pior é se acostumar a própria mentira, porque quando se der conta, vai perder tudo que pensou ter construído através de mentirinhas! 
Só o evangelho torna um mentiroso (a) numa pessoa verdadeira. Mas quando a gente quer mudar. Quando não, vamos vivendo nossa vida de mentirinha, o nosso romance de mentirinha, sonhos, projetos e encontros de mentirinhas! 


Inte mais ler
Anne Araújo
29/05/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!