Passaram por aqui:

quinta-feira, outubro 31, 2013

Agir em amor é ser espiritual?


Depois de passar 6 horas estudando direito constitucional, resolvi escrever no blog pra não pirar com tantos artigos.

Então, vou falar de um assunto pelo qual, nos falta viver mais. Falo por mim, e no momento em que estou passando. Já me cobrei muito com relação a minha conduta, de que tinha que agir assim ou assado para ser aprovada por Deus. É tanto que se você começar a ler os meus primeiros posts, vai perceber o quanto que houve mudanças, talvez até radicais até o momento presente. (Eu estava vivendo na lei e não sabia.)
Na verdade, utilizo esta ferramenta mais para compartilhar os meus dilemas e crises existenciais, do que propriamente no intuito de ensinar alguma coisa.

E por isto vez ou outra , tenho que falar que eu estava desviada do caminho correto do evangelho, no sentido doutrinário. Eu tenho que falar por causa dos meus posts anteriores que não irei apagar. Alguns eu privei. Outros resolvi deixar.
Eles me servem de testemunho e base daquilo que me desvirtuou do caminho. Claro que nem tudo o que escrevi foi errôneo. Alguns textos escrevi enquanto meditava na palavra, com a ajuda apenas do Espírito Santo e sem o discipulado propriamente dito.
Que cada um identifique por si só e pelo Espírito Santo cada palavra escrita por mim e retenha o que é bom. 

Ontem me deparei com uma irmã que caminha por este mesmo caminho que eu percorri  e da mesma denominação. E de repente ela me refletiu como um espelho de mim mesma, há uns meses ou anos atras. Cegueira espiritual é terrível na vida de um ser humano. De fato, perecemos por falta de conhecimento da Palavra.
E ali, naquele trajeto do ônibus ela estava tentando argumentar tudo o que ela aprendeu durante o seu discipulado e de como defendia o seu ponto de vista.
Eu, sucintamente  tratei de não ingressar em questões teológicas para não ter um problema de discórdia naquele momento e nem agredir a sua fé. Falei de maneira que talvez depois ela possa pensar e o exemplo que dei foi:

Esta vendo aquela fila de gente a esta hora, não são nem 18hs da noite? 
Estão ali para ver uma cantora gospel, pura idolatria, não todos claro, mas grande maioria. 
Veja se este cenário acontece num dia comum, num dia de círculo de oração por exemplo?
Não tenho nada contra a cantora, pelo contrário. Gosto das canções dela e escuto. 
Mas a questão é que não me sinto mais bem em ambientes lotados por causa de alguém famoso, seja ele um pregador ou cantor..
Espiritualmente falando não me sinto bem.
E continuamos conversando...deixei ela falar bem a vontade. 

Percebi algo importante, que agimos em espírito quando agimos em amor. 
O contrário disto é carne, como se diz, ou demasiadamente humano, como diria aquele filósofo ateu, chamado Nietszche.
Tenho níveis de pressões que me exige agir de tal maneira, agir em amor.
Mas não é fácil e não tem sido fácil nestes dias, eu confesso. Especialmente aqueles que são da sua família.
É fácil ignorar pessoas que você não tem vínculo, mas tenta ignorar as pessoas que você ama e só te faz mal? Se conseguir, me fala este feito!
Não tem como amar e não sofrer por isto. Eis aí o capítulo de 1 Cor 13 que não nos deixa mentir com relação a isto. O amor é sofredor. E é também o que vence a tudo, não tenho como não agir de outra maneira se não for amando quem me fere. 
Outro dia recebi uma mensagem de texto dizendo: 

Os sensíveis sofrem mais, mas amam mais e sonham mais. Augusto Cury

Quanta verdade nesta frase. E quem não vivencia isto? E obviamente que amor não é apenas um sentimento e sim uma atitude, que possamos ter mais atitudes como estas no nosso dia-a-dia, a começar por mim! 
O amor nunca falha. E tudo que não é realizado com amor e por amor, um dia afunda, desaparece, não vinga, não dá certo. Já percebeu? Se não, observe.

Para mim, andar em espírito é andar em amor. Não é a eloquência das palavras do pregador que diz que ele é espiritual, não é o quanto ele ora por dia e nem outro recurso. Um evidenciador para mim de que a pessoa está agindo em espírito é : quando ela age em amor. Oração sem amor é repetição. Pregação sem amor é aparição. 
Caminhar e agir com amor, isto sim, é ser espiritual.
Qualquer outra conduta que não tem amor, é hipocrisia, é falsidade, é aparição, orgulho, altivez, soberba etc.

E não é por acaso que o Mestre Jesus nos deixou este mandamento como prioridade, amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como Ele amou a igreja.

Que esta verdade possa ser uma constante na minha vida e na sua em nome de Jesus!

Que Deus te abençoe e te faça feliz, como dizia a minha avó. =]

Inté mais ler,
Anne Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!