Passaram por aqui:

quarta-feira, maio 29, 2013

Cotidiano

Acho que não tem música melhor para definir o cotidiano de algumas pessoas.
Ou o meu cotidiano.
Em meus momentos de total lucidez é assim que me sinto, uma passageira de algum trem, mas sem melancolia...afinal tudo fica bem quando sentamos em frente ao mar e a gente se sente melhor, como já dissera um cantor... 
Em frente ao mar ou em contato com a natureza, o ar puro, camping, rapel, o silêncio e a solitude. 
Leve e serena!

"Entre um rosto e um retrato, o real e o abstrato / Entre a loucura e a lucidez,
Entre o uniforme e a nudez / Entre o fim do mundo e o fim do mês / Entre a verdade e o rock inglês
Entre os outros e vocês/ Eu me sinto um estrangeiro /
Passageiro de algum trem/ Que não passa por aqui / Que não passa de ilusão/ Entre mortos e feridos, entre gritos e gemidos, (a mentira e a verdade, a solidão e a cidade) 
Entre americanos e soviéticos, gregos e troianos/ Entra ano e sai ano, sempre os mesmos planos/ Entre a minha boca e a tua, há tanto tempo, há tantos planos/ Mas eu nunca sei pra onde vamos/ Eu me sinto um estrangeiro/ Passageiro de algum trem/ Que não passa por aqui/ Que não passa de ilusão" 


Ps.: Hoje sei que não pertenço a este lugar, sou uma peregrina a realizar a missão de Deus aqui nesta terra.

Inté mais ler,

Anne Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!