Passaram por aqui:

domingo, fevereiro 05, 2012

A Impiedade dos últimos dias.

A Palavra que o Espírito Santo tem ministrado ao meu coração, durante a semana inteira está em 2 Timóteo 3:1-5
Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitadores, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade (Joio com cara de trigo), mas negando o seu poder. AFASTE-SE DESSES TAMBÉM! (NVI)


E no versículo 2 Timóteo 3:10-13 (NVI) diz assim:
Mas você tem seguido de perto o meu ensino, a minha conduta, o meu propósito, a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança, as perseguições e os sofrimentos que enfrentei, coisas que me aconteceram em Antioquia, Icônio e Listra. Quanta perseguição suportei! Mas, de todas essas coisas o Senhor me livrou! De fato os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos. Contudo, os perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados.
Paulo foi perseguido naquela época, no início da Igreja primitiva, e a perseguição vinha da parte dos governantes e não da igreja propriamente dita como nos dias de hoje.
A Igreja primitiva, era uma igreja que dividia e repartia os seus bens com todos a quem precisasse, conforme sua necessidade. Faziam isto de coração sincero.
Mas nos últimos dias, onde o diabo sabe que o seu fim está próximo. Esta Igreja primitiva que repartia com a igreja, hoje na verdade divide mais do que ajunta.
Hoje não é o governo que persegue os cristãos, mas é "cristãos" perseguindo cristãos. (Oremos)
Uma competição sem cabimento, entre uns e outros, entre placas de igrejas, onde se elas se unissem evangelizariam mais rapidamente o mundo inteiro. Quem serve mais? quem é melhor nisto ou naquilo?
 Uma Igreja mais preparada para julgar do que para amar. Falam sobre amor, mas na hora de agir, são piores do que os fariseus.
Na hora de agir com justiça, agem com complascência com uns e a outros, desce a lenha ou o cajado!
Não é pra menos que muitos apostatarão da fé. Não é a toa que o número de convertidos tende a cair, a unçao de Deus, deixa aquele lugar, pois luz e trevas não se unem. E quando há brecha, o diabo trabalha mesmo. Na verdade ele não está no mundo. Mas está se infiltrando cada vez mais dentro das igrejas. Usando pessoas com brechas em suas vidas espirituais, dando lugar ao diabo. Sendo boca de satanás muitas vezes, atrapalhando os ministérios dentro das igrejas.

Quantas pessoas feridas e machucadas estão dentro da igreja, que deveria ser um local  para acolher e dar amor e na verdade se tornou um lugar de conveniências.
Obviamente que não estou generalizando as Igrejas denominacionais que se tornaram mais organizações, onde muitas vezes o Espírito Santo não tem a liberdade ou o lugar não está preparado para recebê-lo.
Existem Igrejas ( feita de tijolos) que agem como na igreja primitiva. E glória a Deus.
Porque o que temos visto é a Igreja de Cristo (pessoas) tem vivido, nada mais é do que concretização destes dias terríveis que foram anunciados.
Tiago nos adverte para não nos queixarmos uns dos outros, para que não sejamos julgados porque o juiz já está as portas. (Estamos criticando, como religiosos e fariseus, alguém que está na obra e que tem dado frutos ao Senhor.Achamos sempre que faríamos melhor ou não diríamos isto ou aquilo)
Thiago também afirma que o Senhor é cheio de compaixão e misericórdia.
O nosso Pai sabe de nossas falhas e é misericordioso, todos os dias ela se renovam.
E pior do que qualquer outro pecado que você venha cometer, a Bíblia diz que Ele odeia olhos altivos (olhos orgulhosos, presunçosos,arrogantes, coração soberbo), língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, pés se se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discórdia entre irmãos.
Percebo aqui em provérbios 6:16-19 que nada mais é o prelúdio dos últimos dias. Todas estas coisas serão intensificadas. Infelizmente.
Você como igreja, a palavra diz que não passaremos por tribulações que não posssamos suportar.
Muitas vezes, você se depara com situações, onde  você deverá exercer a sua fé, exercer o perdão, exercer principalmente o Amor que  é o maior de todos os mandamentos.
Amar ao próximo como Jesus amou a Igreja.
Fica mais "fácil" quando você começa a olhar pelo olhos espirituais e entender que aqueles que tem brechas nas suas vidas, facilmente serão alvos do diabo para te atingir e que você tem que perdoar. (Assim como eu também estou passiva de deixar brechas para o diabo me usar).
Jesus foi caluniado e difamado. Convém que também passemos pelo mesmo, pois Ele habita dentro de nós. Quanto maior a perseguição, maior a glória que há de vim.
Não é fácil. A vontade é de jogar a toalha e dizer, Senhor me toma hoje. Não quero mas viver.
Conheço pessoas que se afastaram e voltaram pra Jesus e nunca mais foram como no princípio. Como também há outros que voltaram encontraram os Barnabés, cheios de amor e compreensão que ajudaram a voltar ao primeiro amor.
Agora isto acontece porque não estamos mais exalando o perfume de Cristo, não estamos praticando as boas obras e principalmente o amor fraternal.
Estamos mais disposto a julgar e condenar, dizendo ser apenas um comentário, e isto não existe. Estamos mesmo julgando, muito mais do que amando. (Também me incluo aqui e me envergonho disto)
E não é fácil amar o caluniador. O difamador. Aquele que tem olhar altivo, mal fala com as pessoas.
E amar é uma atitude.
Maximizamos mais os erros das pessoas do que as qualidades delas.
A misericórdia funciona com alguns que escolhemos e outros não.
Ai de nós se os homens nos julgássemos. Acho mesmo que seríamos condenados.
Mas gloria a Deus que Deus não vê o homem como nós vemos e tão pouco condena como o nós fazemos, ou melhor dizendo, como o diabo faz.
Deus está sempre te chamando pra perto.
Perserveremos irmãos, até que possamos FAZER como Paulo. Combati o bom combate e guardei a fé.
Este post não é para desencorajá-lo. Pelo contrário, a intenção é de que procuremos cada vez mais nos consagrarmos, oramos em espírito e em verdade, que sejamos guiados pelo Espírito para  dar mos frutos em uma época de apostasia da fé. Que possamos ser libertos da trevas que está em oculto em nós, para sermos aprovados em toda boa obra.
Encorajemos a outros a não desistirem. Que possamos SER não como Paulo que não tinha muito paciência, como fez com Marcos, só porque ele não quis ir na segunda viagem missionária, não!
Que sejamos como Barnabé (Significado do seu nome: Filho da consolação), consolarmos uns aos outros, edificando uns aos outros a não desistir. A permanecer firme na fé, até que Jesus volte e nos encontre como noivas prudentes!!!
Não desista de Deus, Ele não desiste de você nunca!
Os homens desistem facilmente, Paulo não era perfeito, foi um grande missionário, mas errou também e feio. Faça como Barnabé que aos nossos olhos pode ter sido uma pessoa pequena na obra, mas ao meu ver, foi maior que Paulo, que não desistiu de ninguém. Que acreditou e que ajudou. A ponto de Paulo por fim reconhecer que precisava de Marcos no ministério. E só o Amor é capaz disto.
Barnabé amava as pessoas.
Assim como João, o discípulo do amor, aprendeu muito bem com Jesus, como agir, como andar e como falar.(E foi a João que lhe foi revelado o livro do Apocalipse, foi a João que Jesus revelou o que aconteceu antes de Jesus vir ao mundo, não foi a Paulo.)
No meu ponto de vista, o maior evangelista depois de Jesus, foi João. E é neles, com Jesus e com João que quero me espelhar, para pregar o Evangelho.
Não vou evangelizar condenando as pessoas. Vou falar do amor de Deus. Porque quem convence dos pecados é o Espírito Santo e não sou eu. A mim cabe falar, deste amor infinito, imensurável, sem medidas de Deus por nós ainda pecadores.


Sejam abençoados com esta palavra!
Inté mais ler!
Anne Araújo

Um comentário:

Volte sempre!