Passaram por aqui:

quarta-feira, novembro 16, 2011

Os Erros do outros me ensinam. #EscolhiEsperar

Estive assistindo uma ministração da palavra sobre O princípio da Mudança e percebi algo muito interessante.
Na verdade, parece que a ficha caiu agora...
No decorrer da caminhada cristã, é natural errarmos e aprendermos com os erros. Mas é fundamental, aprender com os erros dos outros sem necessariamente errar também. Evitar de sofrer as consequências que já vemos através dos erros alheios.
Alguém consome uma droga, eu sei que é nocivo, que faz mal a saúde, causa dependência química, então eu não preciso provar para saber. Vejo os resultados no jornais ou notícias de algum jovem da vizinhança que por fim morreu de overdose entre outras consequencias.
E assim é na nossa caminhada cristã.
Aprendi muito durante estes dias, principalmente de renovar a minha mente todos os dias, para que eu possa entender qual é a boa, perfeita e agradável vontade de Deus para a minha vida.
Minha mudança de comportamento acontece quando mudo a maneira de pensar. E isto só é possível quando renovamos a nossa mente, como está escrito lá em Filipenses 4:8
Desta maneira, seremos menos tendenciosos a agir na carne, errar menos em todas as áreas. #fato


A minha decisão de #EscolherEsperar por exemplo, foi de aprender com os meus erros e principalmente perceber com os erros de outras pessoas que foram frustradas nesta área, que se precipitaram por causa da ansiedade.
Eu sinceramente, descansei no Senhor.
Comecei a ler : Antes de dizer Sim - Pr Jaime Kemp e gostei muito das informações e direcionamento acerca do nosso futuro cônjuge. Este é um erro do qual não pretendo cometer. Quem está noivo, ou está namorando e já pensar em casar, sugiro a compra deste livro onde tem perguntas e respostas para ambos, onde vocês poderão identificar as divergências do casal para entrarem num consenso ou até onde isto poderá implicar no casamento. Obviamente que isto deverá ser feito com o acompanhamento do seu pastor e um conselheiro. 
Ainda não terminei de ler, mas um princípio que para mim é interessante é o da submissão.
Se fala muito na igreja: um homem que não é submisso a uma autoridade, seja ela espiritual ou estabelecida pelos governos, não é submisso a Deus. E é a mais pura verdade.
Eu, por exemplo, se tiver dificuldade em ser submissa ao meu líder espiritual, logo tenho dificuldade de ser submissa a Deus, consequentemente não serei submissa ao meu esposo. Começa a divergência que deve ser vista antes de dizer: SIM. Pois significa dizer que eu não estou preparada.
Quem tem um chamado ministerial e não submete-se ao seu líder espiritual, como espera receber autoridade espiritual para que outras pessoas lhe sejam submissas? Que testemunho é dado neste caso?
Como falar e influenciar pessoas ou jovens em algo do qual não foi vivido?
(E aí fica uma opinião minha acerca disto. Quando não consideramos uma autoridade espiritual, será que consideramos também as pessoas ao nosso redor? Acho que não. Se não consideramos a Deus, muito menos consideraremos as pessoas. Observe. Algo duro de ouvir e algo duro de se perceber também, não em palavras mas em atitudes. Infelizmente.)

Falo aqui de submissão e autoridade, mas poderia ser outra área importante também. 

Em geral, os apaixonados vêem apenas o lado emocional e esquecem que mais importante é o espiritual, pois família é projeto de Deus. 
E Deus deve ser o Senhor deste casal. Mas se há divergências, como pode haver a unidade?
Casar pela empolgação ou para outros fins que não seja fazer o outro feliz, de certo que estará fadado ao fracasso. 
E voltar atrás? Não tem como.
É necessário um crescimento de ambos em relação a alguns princípios de Deus para uma família cristã.
Isto inclui, finanças, moradia, projetos...etc.
Recomendo que adquiram este livro: Antes de dizer Sim, pois há muitos relatos de jovens que ficaram frustrados nesta área porque não conversaram com os seus futuros cônjuges antes de casar. Mas há também o relato de um casamento feliz do próprio autor do livro em que, tive o prazer de ouvir outrora em uma twitcam com o amado e querido @PrChinelato .

Deixo aqui uma frase da equipe: @EscolhiEsperar que diz assim:

Somos livres em nossas escolhas, mas estaremos eternamente presos as consequências delas.

Digo mais: Deus pode até nos apresentar pessoas, pedimos e Ele assim faz. Mas a escolha será sempre nossa. Não existe uma pessoa pré-destinada para você.
Logo a escolha é sua. Deus não tem nada haver com isto. 
A Bíblia nos instrui a avaliar uma árvore pelos frutos. E isto se refere também a escolher quem será o nosso cônjuge, meninas! Abram seus olhos espirituais. ;0)
Saiba esperar. Aparência não revela conteúdo. Depois  de abrir o embrulho após o casamento é tarde demais.


Que Deus abençoe vocês!
Inté mais ler.
Anne Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!