Passaram por aqui:

segunda-feira, julho 04, 2011

Meus 33 anos...


Estava relendo o que escrevi há 3 anos atrás e não me reconheci...

Muitas pessoas não compreendem como se dá esta mudança afinal de contas, continuo com as mesmas sardas no rosto, com o mesmo tipo de cabelo, a mesma voz e o mesmo tamanho (risos).
De fato não tem como compreenderem algo que acontece por dentro. E a mudança começa de dentro para fora.
Para os meu antigos leitores deste blog pode parecer apenas algo superficial, ela deixou de escrever sobre os sentimentos e agora escreve sobre: Jesus. Mais uma que passou por uma lavagem cerebral (Glória a Deus que minha mente foi renovada pela Palavra!) e agora está alienada, inclusive entregando os 10% do seu trabalho para o pastor! E ainda acrescentam: é se ela está feliz assim, tudo bem.(Como se fosse uma fuga, onde fugimos de todos os nossos problemas e vivemos fora da realidade para não sofrer com a realidade).
Mas a verdade é que não se trata de uma fuga ou algo superficial como a religiosidade.
E religiosidade não tem nada haver com Cristo. Absolutamente nada.
Como falar de algo intrínseco e intangível e que não há palavras o suficiente para expressar que tudo o que eu buscava e precisava, eu encontrei em Jesus Cristo.

Desde criança fui apaixonada por Cristo mas não o conhecia como conheço hoje, porque a maneira como ensinaram na religião católica não me fazia sentir Jesus, eu só ficava questionando porque eles ficavam beijando algumas imagens quando na verdade Jesus que morreu por nós. E a própria Bíblia fala sobre adoração a imagem e que isto não agrada a Deus, até fala também sobre aqueles que fazem procissão! Mais claro que isto? Impossível...(Eu não preciso de imagem para adorar a Jesus e nem tão pouco Jesus é um homem triste  ainda pregado na cruz, Ele vive!!!! Não amo denominações evangélicas ou denominações católicas, (Tô fora de idolatria a placa)  nenhuma delas salvam, apenas Jesus, EU SOU A IGREJA DE CRISTO!) Não quero ferir sua fé, mas está escrito: Salmos 115 leia!

Passaram-se os anos e houve um momento em que eu não aguentei mais sofrer, com decepções e frustrações e acabei me afastando desta verdade. 
E relendo o que escrevi, achei isto quando completei 30 anos:

"Tudo o que eu precisava era manter o equilíbrio entre a razão e a emoção. Mas como fazer? Eu não sabia bem como...
Sou uma pessoa introspecta, sempre fui, embora aparente o contrário.É! eu aprendi a dissimular muito bem.
Eu era 98% emoção.
De 2005 até hoje, conheci duas pessoas e posso dizer que de alguma maneira me marcaram. Tiveram influências...e ambos tinham o mesmo comportamento.
Me machucaram...ambos os dois. Um mais que o outro.
Isto me deixou intrigada. Até que, resolvi ingressar no meio.
E comecei a ler sobre filosofia. (Foi então que me perdi totalmente - extremo)
Interessante porque você passa a ter uma visão mais holística da vida e de comportamentos.
Porém, creio que ainda por não saber buscar o equilíbrio, fiquei 98% razão.
O problema do ceticismo está em você não ver graça na vida e aí lembro da frase de um filósofo que diz : tudo que se torna maduro quer morrer.
Creio que trata-se deste ceticismo que chega ao extremo e você mesmo deseja morrer ,por não ver graça alguma em viver. Nada de novo acontece, é tudo sempre igual.
Preciso encontrar um equilíbrio." (Eu precisava era de Jesus)

E hoje? ahhhhh
Meu equilíbrio encontrei em Deus...Ele é a minha fonte de paz, de amor, de carinho, de amizade, de provisão, de conforto, de salvação, de perdão, de alegria, de cura, de libertação...de ser livre!
Posso te dizer com toda a convicção que eu passei a ter vida quando morri para o mundo e nasci para Cristo no dia 20/06/2010. Este foi o dia mais feliz da minha vida. Todo o peso, toda angústia que eu sentia, derrepente já não existiam mais...O que passou a existir foi só o Amor.
Para mim, completar 33 anos teve um significado muito especial, porque nunca gostei do meu aniversário, não tive aquela festa de 15 anos e nem tão pouco aquela bicicleta que eu desejava tanto...
E muitos aniversários eu passei chorando, porque não achava um dia especial...especial para quem? Oo'
Mas meu primeiro aniversário com Cristo, houve um sabor diferente, sabor de sorvete de doce de leite, houve a cor do céu, azul. Houve uma brisa suave no ar. Uma paz que sempre acalenta. Um amor que queima por dentro.
Uma chama que nunca se acaba. Uma presença constante de um ser que diz sempre: filha, eu te amo, minha pequena filha, minha rosa amarela, minha rosa de Sarom.
Então, nem a festa de 15 anos que não tive e muito menos aquela bicicleta, jamais poderiam me proporcionar algo tão valioso  que nunca acaba e é para sempre. 
É vivo, tem vida e me dá vida.
Tudo o que busquei nas pessoas, eu encontrei em uma só. 
E esta pessoa se chama: Jesus Cristo e não há ninguém que seja superior a Ele, capaz de fazer o que Ele fez por mim. E por isto amo e amarei eternamente...Meu primeiro Amor para sempre!
Obrigada Pai, por um aniversário maravilhoso, onde ganhei antes mesmo desta data, presentes maravilhosos, amizades verdadeiras, irmãos verdadeiros e preciosos...por ter nascido na família que nasci, para que tua Glória seja manifesta. A Glória da Segunda Casa.
Muito obrigada por me encontrar! =´)

Te amo!
De sua filha,
Anne Araujo

2 comentários:

  1. Parabéns Karinne, q Deus continue derramando bençãos em sua vida, e q vc continue falando da verdade a todos ao seu redor... abraços.

    ResponderExcluir
  2. Muito linda tua história. É importante você compartilhar isso. Tem gente desacreditada e desorientada que pode se espelhar em você para encontrar a alegria e satisfação que você encontrou e que é só em Jesus mesmo. A tua colocação foi perfeita e profunda. Deus te abençoe sempre com esse dom maravilhoso. Paz.

    ResponderExcluir

Volte sempre!