Passaram por aqui:

segunda-feira, maio 30, 2011

Pensando alto?...Bahhh

Às vezes me pergunto, e pergunto a Deus, até onde devemos ser submissos as autoridades e o verdadeiro significado destas palavras.
Devemos ser submissos como o exército de Saul (ungido de Deus) no qual Davi sequer ousou tocá-lo mesmo quando teve oportunidade e não o fez por ser submisso a Deus primeiramente?.
Olhando por outro ângulo, vejo soldados agindo a uma voz de comando de Saul (Autoridade instituída e ungido por Deus) para matarem todos os sacerdotes que hospedaram e ajudaram a Davi.
Então fico com a pergunta: Alguns soldados se recusaram logo de início ao comando, estavam eles sendo rebeldes com Saul? Afinal de contas Saul era Rei, autoridade instituída por Deus, e ungido por Ele.
E os que obedeceram, que foram submissos, fizeram o que era agradável aos olhos do Senhor?
Eu sei que o Espírito Santo já não estava sobre Saul e nem tão pouco Deus aprovava as suas obras. Mas aquilo que Deus deu, Ele não revoga que foi a autoridade de Saul.
(Deus levantou a Davi e o ungiu para ser Rei, mas isto só aconteceu depois que Saul morreu em consequencia de sua desobediência, primeiramente ao Senhor, e que Samuel obedecendo a Deus havia ordenado a Saul fazer o que Deus dissera, em relação a um povo com quem eles lutaram. (Samuel  era autoridade acima de Saul).
Davi se tivesse sido submisso totalmente a Saul, teria aceitado a sentença dele de morte. Mesmo sabendo que não fez nada que o levasse aquela atitude. Estaria Davi sendo rebelde?
De maneira alguma. Apenas ele resguardou o seu coração daquilo que era mal. (mágoa de Saul etc). Davi foge para não ser morto. E mesmo quando teve oportunidade de revidar na mesma moeda, não o fez.
E os soldados que mataram os sacerdotes, fizeram o que era certo aos olhos do Senhor, sendo submissos a Saul?
Complicado não?
Não tenho a resposta ainda, para estas questões minhas e pessoais. (Que fique bem claro isto. Sou livre para pensar e escrever).
Mas é algo que tenho refletido por perceber pessoas morrendo espiritualmente por causa da imposição de autoridades, dividindo cristãos e não, unindo como Deus deseja que seja.
Deus nos dá esta autoridade e nos imponhe submissão com um propósito. 
União no Corpo de Cristo.
Porque tudo que é levado ao extremo é perigoso. Perde-se o equilíbrio.
(Não tenho dúvidas que Saul agiu desequilibradamente)
Percebo que há uma necessidade sim de selecionarmos as pessoas que vão participar da nossa história, da nossa vida e do nosso crescimento espiritual.
No entanto quando isto é levado ao extremo, acontece o que chamamos de grupinhos ou panelinhas dentro das igrejas.
Menosprezando assim outros membros que outrora cometeram erros, quem sabe até absurdos. (Como se fossem os mais espirituais e o mais perfeitos e santos e não cometessem erros).
Quando nenhum deveria ser desprezado.
Em alguns casos, a preocupação com o nome da denominação é maior do que a reputação do próprio Evangelho de Cristo, onde todos deveriam dar bons testemunho, como cartas vivas do Senhor aqui na terra.
Em consequencia a reputação da denominação viria junto.
Sabe, concordo com a visão de algumas igrejas, mas reprovo algumas obras. (Reprovar no sentido de não praticar as mesmas obras. Estou falando de mim. Euzinha não quero!)
Não estou condenando e nem tampouco me fazendo juíz de ninguém.
Mas se Saul estivesse vivo hoje e me dissesse para matar os sacerdotes de Cristo, eu preferiria ser difamada como insubmissa, rebelde, do que fazer aquilo que Cristo não faria.
Eu não sou aquilo que pensam que eu sou e nem tão pouco os adjetivos que são inferidas a minha pessoa.
A minha consciência como cristã é que irá determinar quem eu sou de verdade.
Outra, você nunca vai conseguir levantar alguém dizendo: você colhe, você planta.
Há uma maneira de constranger o seu irmão(ã) de obras mortas que é através do amor de Deus.
Sendo também como Ele, amoroso e misericordioso.
Não é acusando e usando a Palavra de Deus, trazendo condenação.






O Espírito Santo quando me convenceu a aceitar Jesus não foi me condenando e nem tão pouco Ele age desta maneira quando eu erro.
Conheço irmãos e irmãs que cometeram erros e de tantos dedos que foram apontados, acabaram se afastando do Evangelho, alguns pensando em suicídio, outros dependentes de remédios controlados.
Li algo interessante no facebook de um cristão que diz o seguinte:

"Devemos conhecer alguém pelo que ouvimos falar dela? Ou devemos deixar que os nossos olhos a veja como na verdade ela é? Já percebeu que a maioria das vezes não sabemos nada sobre quem julgamos? onde mora? quem são seus Pais? O que essa pessoa passa em casa? Ela tem problemas? Foi rejeitada? Foi violentada? os irmãos se drogam? Você realmente se acha no direito de condenar alguém que você não conhece?"

E eu concordo plenamente com o pensamento dele.
Bem sei que a nossa salvação é individual. No entanto não seja você um tropeço na vida do seu irmão.
Não contribua ainda mais para o seu mal.
Todos estão interligados no Corpo de Cristo. E somos responsáveis uns pelos outros.
Sempre que alguém se afasta da igreja, penso na minha responsabilidade e no amor que não dei o suficiente para que o meu irmão permanecesse firme.
Amar uns aos outros como Cristo nos amou, deveria ser o princípio básico na vida de cada um, antes de almejar púlpito, cargos, títulos e ministérios dentro da igreja.
Ignorar os membros do Corpo de Cristo não é fazer o que Jesus faria. 
É fazer o que os fariseus fizeram. (hipócritas!)
Pensar que um irmão só se aproxima de você por interesse, por causa do seu título ou cargo na igreja é agir com soberba.
Você já esta andando fora do amor.

O Amor não pensa mal do outro. O amor não ensoberbece.
Como pode você evangelizar fazendo acepções de pessoas?
Evangelismo é para TODOS QUE AMAM VIDAS e AMA PESSOAS. Assim como o Pai que deu o seu único filho e nem merecíamos.
Amar como Jesus nos amou, é amar aqueles que nem merecem o nosso AMOR.
Não escrevi estas coisas para te incitar a ser rebelde com tua liderança ou com o teu pastor ou com quem quer que seja.
O que escrevi agora, faz parte de uma das minhas reflexões do verdadeiro significado da Palavra AMAR e da vontade de Deus aqui na terra.
O Joio e o Trigo serão separados por Deus não é pelo homem. Glória a Deus por isto.
Então não haja como se você fosse o ceifeiro de Deus, fazendo acepções de pessoas dentro das igrejas.
Sua missão é ganhar vidas para Jesus. Não é de dividir o Reino de Deus.
Raramente uma pessoa que faz parte de panelinhas irá admitir que faz. 
Dirá que você está errada. 
Seja forte, não ceda a pressões ou cara feia, amarrada. (que pra mim é fome kkk)


Faça aos outros o que você gostaria que fizessem com você. ;o)
Sejam abençoados na pratica da Palavra e no AMOR.


"As pessoas podem fugir de tuas palavras, mas não fugirão de tuas orações." @periloborba
(Ore por todos os que perseguem, por todos que te tratam com indiferença, todos que maldizem a teu respeito. Conserve sua paz e alegria.)
No momento certo, Deus fará como fez com Davi. ;o) ( E ninguém dava nada por ele ehehehhe)


Inté mais ler,
Anne Araújo

2 comentários:

  1. Olá Anne Araújo.Gostei muito desta reflexão pois já sofri muito com a falta de Amor dos irmãos.Sou apaixonado pelos ensinamentos de Jesus contudo não sou membro de nenhuma denominação.Sei que igreja é o corpo de Cristo mas não sei se preciso ir "A casa do Senhor" só sei que tenho a responsabilidade de "Não extinguir o Espírito" que Cristo nos concedeu.
    @diasblankk

    ResponderExcluir
  2. Paz irmão. Veja só, é importante congregar...estar reunidos entre os irmãos...é bíblico.
    Sei que estas coisas nos dão motivos para não permanecer na igreja...no entanto devemos pensar em outras pessoas que assim como você também se sentiram rejeitadas.
    São nestas pessoas que eu penso...
    Sabe, Davi lutou com um leão e um urso pra defender suas ovelhas.
    Quando leio este versículo fico comovida a também ajuda da mesma maneira, fortalecendo cada um na fé...
    Orando uns aos outros...
    Fique na paz.

    ResponderExcluir

Volte sempre!