Passaram por aqui:

sábado, agosto 14, 2010

A Filha Pródiga.

Assisti tem mais ou menos uma semana: a Filha do Pastor e comecei a perceber que muitas pessoas já passaram e passam por estes conflitos entre às distrações do mundo e o mundo espiritual.
 Eu particularmente me identifiquei logo de cara com a personagem, tirando à parte do álcoolismo, drogas e agressões físicas. Não! Isto eu não passei, graças à Deus.
Também resolvi sair de casa aos 22 anos e então, cai no mundo, por assim dizer. Nossa, como sofri!
Envelheci uns 10 anos.
Então dois anos depois, já sem forças pra continuar, deixei o meu orgulho e retornei para casa.
Ao contrário da personagem eu ainda não estava em Cristo, então pra mim foi muito mais difícil.

Até que uma "amiga" me disse: eu não acredito em você, não acredito que você possa vencer.
Aquilo me marcou profundamente e fiquei tão triste que no dia seguinte eu acordei decidida e disse pra mim mesma:

Ninguém vai me dizer como devo me sentir ou como devo dirigir minha vida ou que não sou capaz.
A partir dali, a amizade ficou abalada e o tempo me mostraria que nunca existiu amizade, fato.
Minha melhor amiga?
Descobri por fim que estava na minha casa e esta pessoa era a minha mãe.
E consegui me erguer novamente. Nesta época mantinha a minha fé, mas era pequena demais.
Eu enterrei meus sonhos e a Anne que um dia existiu.
Conheci duas pessoas das quais me influenciaram muito, mas não para o bem. E me magoaram muito também.
Deixei de acreditar na existência de Deus. Era mais fácil pra mim acreditar que Ele não existia, assim o que estava acontecendo comigo era obra do acaso e por isto estava mesmo só.
Mas Ele não me abandonou, sempre aparecia alguém pra me ajudar, me confortar, até mesmo me ajudar financeiramente.
Em 2009 conheci uma pessoa que marcou muito e de algum modo me mostrou que Deus existe sim. Mas, não foi suficiente, sabendo Deus em sua infinita misericórdia sabia que esta amizade não duraria e isto poderia por tudo à perder, eu poderia deixar de acreditar novamente, (e deixaria mesmo, tenho certeza) e este ano então Deus me enviou o seu Cristão Combatente, o mais bonito entre eles, cheio de fé, unção e espírito santo.
No dia em que esta amizade se desfez, com esta "amiga", um dia antes eu havia recebido um vídeo de Paulo Cristo, falando do Amor de Deus por nós de Ana Paula Valadão e André Valadão . Depois de um sonho que tive, tudo mudara...
Finalmente voltei para os braços do Pai, mas da maneira correta, por inteiro, não pela metade.
Disposta à entregar minha vida, meus planos, meus sonhos nas mãos daquele que me salvou.
No dia 20 de Junho de 2010 nasci novamente, porque até então, eu estava morta.
E hoje, só tenho mesmo é a agradecer à Deus.

***
Agradeço à Deus pela minha salvação e por ter posto Paulo Cristo (meu anjo da guarda aqui na terra) no meu caminho.
Não quero viver mais sem ter a presença de Deus na minha vida. Nunca mais.

***

Ps.: Quantas às pessoas que me fizeram mal?
Não cabe a mim julgá-las.
E todas às mágoas que um dia tive se dissiparam.
Ele me libertou, o jugo foi quebrado, agora sou livre.
Livre para reinar em vida. =) Glória à Deus!!! êeeeeee

***
Segunda-feira, 26 de julho de 2010
Anne Araújo
Inté mais ler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!