Passaram por aqui:

quinta-feira, março 13, 2008


Quem é você que no jogo esconde-esconde é presença-ausência constante nessa atmosfera destituída de cor? Quem é você meu amo, que escravo se faz na dor, na saudade, tristeza que invade a terra, o ar, e não permite o amor vicejar? Meu eu amado, sempre desconsiderado me sacode, comigo grite, desperte-me,e aos céus possa então me alçar.
Helena Tred

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!